Qual a importância de ter um site responsivo em um e-commerce?

 em E-commerce, Marketing

TVs, celulares, carros e até relógios. Hoje em dia, o que não faltam são objetos que se conectam à internet. E assim como existem vários itens plugados na web, existem vários tamanhos de telas e conexões de internet diferentes.

De olho nisso, uma das coisas mais importantes para quem trabalha com negócios digitais, como lojas virtuais, é fazer com que um site seja acessado através de qualquer um desses pontos. Mas como fazer isso? Com um site adequado, não é difícil colocar o seu conteúdo para aparecer em qualquer lugar.

Mas se você ainda não sabe o que é um site responsivo e nem a importância dele para a sua empresa, não se preocupe, porque explicaremos logo a seguir. Confira!

O que é um site responsivo

De forma bastante direta, um site responsivo é aquele que consegue adaptar o seu design — e até o conteúdo — à tela onde ele está sendo exibido. Mas o que vem atrelado a isso?

Bem, para que um site seja responsivo de verdade, ele precisa ter um código bastante limpo, para que, caso o usuário acesse a página através de um smartphone, por exemplo, ele não precise carregar linhas de programação desnecessárias.

Além disso, as imagens dos seus produtos devem também aparecer da melhor forma possível, independentemente se a pessoa esteja acessando de uma tela de 42 polegadas da sala de casa ou de um notebook.

Isso é muito importante para que o visitante não precise ficar fazendo aquele movimento de pinça com os dedos para aumentar e reduzir os detalhes das fotos.

É importante que toda essa experiência — da navegação ao tempo de carregamento das informações — seja bem planejada para que você não perca aquele possível cliente de vista.

A importância de um site responsivo

De acordo com uma pesquisa realizada pela FGV, mais da metade da população brasileira hoje se conecta à web por meio de aparelhos móveis — tablets ou smartphones. E isso é muita coisa! Principalmente quando cruzamos com os dados de outra pesquisa realizada pelo Google em 2013 em parceria com o Ibope, a qual constatou que 77% dos acessos vindos dos celulares ocorrem quando a pessoa está no trabalho ou em casa. Ou seja: em lugares onde normalmente ela poderia optar por usar um computador.

Tudo isso mostra que ter um site responsivo, preparado para ser acessado através desses aparelhos, é algo extremamente necessário, principalmente para quem precisa da web para vender produtos ou serviços. Mas calma que ainda tem mais.

O Google e os  sites responsivos

De olho nesse aumento dos acessos vindos de aparelhos móveis, o Google também realizou em abril uma mudança no seu algoritmo de buscas. Ele passou a priorizar resultados de sites mobile friendly — termo que pode ser traduzido como “amigáveis para dispositivos móveis” ou simplesmente responsivos.

Quem não sabe se a sua página está preparada ou não para essa mudança do gigante da web pode fazer o teste na ferramenta da empresa. E caso dê positivo, basta não perder tempo e fazer as mudanças necessárias o quanto antes.

Capaz de ditar o sucesso ou o fracasso de um e-commerce na internet, o design responsivo é algo extremamente importante e que ainda não foi adotado por muitas empresas. Portanto, se esse for o seu caso, é melhor se adiantar!

Gostou do nosso artigo? Ficou com alguma dúvida sobre a necessidade de se ter um site responsivo? Então deixe o seu comentário ou a sua pergunta aqui mesmo no post.

Postagens Recentes