fbpx

O boca a boca como estratégia de acesso ao mercado

 em Referral Marketing

As empresas gastam muito dinheiro e tempo para executar seus planos de marketing e publicidade, mas nem sempre apostam na estratégia de acesso ao mercado certa.

Muito se fala de resultados em reconhecimento e exposição do serviço ou produto, mas são poucos os esforços que conseguem proporcionar o ROI desejado.

Atualmente, o mundo se tornou um lugar muito social, no qual os clientes e prospects estão diretamente conectados em suas redes profissionais e pessoais, e algumas empresas se aproveitaram disso.

Muitas pesquisas já indicaram que seus clientes atuais têm o poder de influenciar a vinda de outros clientes, através de indicações boca a boca.

Foi exatamente nessa estratégia que empresas milionárias como o Trello (ferramenta de gerenciamento de tarefas) focaram. Esse tipo de processo é bem mais barato do que o marketing tradicional e, com o uso das redes sociais, já existem ferramentas que permitem que a indicação boca a boca tenha um alcance maior.

No caso do Trello, o resultado dessa estratégia foi surpreendente, dos 17 milhões de usuários da ferramenta, 70% foram convidados por amigos. Mas como fizeram com que o Trello crescesse tanto?

Bom, a ferramenta possui uma versão premium, que não é destravada apenas com o pagamento, mas também quando o usuário convida um certo número de amigos para usar o site com ele. Isso fez com que o número de novos usuários crescesse rapidamente.

ilustração trello

O Dropbox, uma ferramenta de armazenamento na nuvem, é outro case interessante. Inicialmente, a empresa tinha um custo de aquisição de clientes 3 vezes maior que a receita anual com cada cliente. A grande virada veio quando a empresa passou a recompensar os atuais clientes que indicavam novos clientes para a empresa. Essa estratégia deu tão certo que o Dropbox saiu de 100 mil para 4 milhões de usuários em apenas 15 meses.

Assim como o excelente resultado do Dropbox, muitos gigantes da tecnologia aplicaram programas de indicações como estratégia de acesso ao mercado, como: Airbnb, Uber, PayPal, Spotify e outros.

A Novo Marketing, empresa brasileira especialista em gestão inteligente de atendimento voltado para o varejo, se destacou e cresceu bastante com um programa de indicações.

Como o produto da organização é novo e ainda não tem concorrentes diretos, ainda é um grande desafio para prospectar. Somando isso com os problemas recentes da economia do país, sua venda caiu bastante.

Para reverter a situação, a equipe da empresa passou por um treinamento, houve um aprimoramento nos serviços, profissionalizaram a área de pré-venda e foi nesse momento que resolveram adotar um programa de indicações e passaram a recompensar os clientes que indicavam novos clientes para a empresa.

Em menos de seis meses, 25% das vendas da Novo Marketing passaram a vir de indicações. O resultado foi tão positivo que mudaram a estrutura comercial e criaram uma área para potencializar as indicações de clientes.

É preciso buscar maneiras de tornar a experiência do seu usuário mais social, com a oportunidade de convidar amigos, fazer recomendações e, principalmente, pense como seu serviço ou produto pode ganhar uma outra utilidade se for usado em conjunto com outras pessoas.

Que tal começar um programa de indicações e se tornar um case de sucesso? Fale com nosso time.

E a sua empresa, tem a indicação de clientes como uma estratégia de acesso ao mercado? Deixe seu comentário e compartilhe sua experiência com a gente.

Compartilhar
Postagens Recentes