Marketing de Defensores: Como transformar consumidores em advogados da sua marca

 em Marketing Boca a Boca

Que empresa não quer ter um exército de consumidores que defendem a marca com unhas e dentes?

E aqueles clientes que até brigam nas redes sociais para defender as suas marcas amadas?

Apple e Microsoft por exemplo.

De acordo com uma pesquisa da JitBit, mesmo que a maioria das empresas acredite na força dos advogados da marca, mais de 50% das empresas não tem o menor conhecimento de quem são essas pessoas.

E o pior: 80% das outras empresas, ou seja, as que conhecem os seus advogados da marca, não utilizam isso para fortalecer seu marketing e vender mais.

Desenvolver um exército de advogados de marca deveria estar no topo das prioridades para marketeiros - Jillian Wood

Frase da Jillian Wood sobre marketing de defensores

Esse artigo vai compartilhar com você:

  • Porque é importante identificar e engajar os maiores defensores da sua marca;

  • Como identificar os consumidores que são potenciais advogados da marca;

  • Formas práticas de transformar seus clientes em verdadeiros defensores da sua empresa.

Antes de prosseguir quero te chamar a atenção para um fato importante:

Mesmo que os dois formatos sejam muito importantes, o cliente fiel não significa a mesma coisa que um defensor de marca.

O cliente fiel vai seguir a sua marca e comprar de você, mas dificilmente vai te promover o seu negócio sem que você solicite isso.

Os defensores fazem isso de forma espontânea, e realmente gostam de promover a sua empresa.

Agora que sabemos disso podemos prosseguir com a linha de raciocínio do artigo:

#1 – Porque é importante identificar os potenciais defensores da sua marca?

Os advogados ou defensores da sua marca são a sua chave para o crescimento de longo prazo.

São clientes apaixonados, leais à sua empresa, que não param de comprar ou cancelam a assinatura do seu produto, indicam outros clientes e ainda podem te prover insights e ideias para atrair mais consumidores como ele.

Encontrar esses “Campeões da sua marca” é essencial para que você possa produzir materiais de marketing mais focados e personalizados.

Pense bem:

Se os seus clientes utilizam seu produto e falam sobre ele, eles são os principais gerados de conteúdo e de mídia espontânea.

Imagine-se produzindo um blogpost “O que 122 pessoas disseram nas redes sociais sobre a {empresa} e o que aprendemos com isso”.

  • Advogados da marca costumam gastar 2x mais com sua empresa do que clientes comuns; (fonte)
  • Um aumento de 12% nos defensores da sua marca pode significar um aumento de 200% no crescimento da sua receita. (fonte)

Existem milhares de outros dados que provam o poder do consumidor fiel para a sua marca, mas acredito que até aqui você já entendeu.

O VP de Marketing da SAVO, Eric Marcy, disse uma vez que é crucial ter uma cultura de “cliente-primeiro” para criar e engajar os advogados da sua marca.

Porque estou te falando isso?

Muito mais importante do que você acreditar no poder dos Marketing de Defensores, é você criar uma cultura na sua empresa, para que todas as pessoas acreditem e trabalhem para formar esses defensores.

Outro ponto de extrema importância que você precisa entender antes de mergulhar nas estratégias de Marketing de Defensores é ter um plano elaborado.

Isso é óbvio. Sem um plano você estará contando com a sorte, e acredito que não é isso que você quer.

A primeira coisa é se perguntar: “O que eu quero que os meus advogados da marca façam para mim?”.

Vou listar alguns exemplos:

  • Indicar novos clientes;
  • Gravar depoimentos e testemunhos;
  • Compartilhar e comentar no seu blog;
  • Responder um comentário negativo nas suas redes sociais, defendendo você;
  • Ajudar a promover um evento;
  • Ser o seu próprio “suporte” da empresa;
  • Escrever um Review do seu produto;
  • Te dar feedbacks do seu produto e/ou serviço.

Além disso você precisa se colocar no lugar do seu potencial advogado da marca:

“O que eu, como empresa, posso oferecer para que ele se torne o que eu quero que ele se torne?”

Se você não está disposto a se esforçar e gratificar os Defensores da sua marca, está entrando muito errado neste jogo.

Pense bem:

Existe algum prêmio ou incentivo que você pode dar para seus clientes antes de pedir indicações?

De alguma forma você pode ajudá-lo a entender melhor o seu produto antes de esperar que ele faça o “suporte” da sua empresa no seu lugar?

Existe uma forma bem clara de calcular o quanto você pode gastar com essas “recompensas e incentivos” no seu Marketing de Defensores.

E você pode baixar uma planilha pronta clicando aqui.

Agora que já cobrimos o básico, vamos caçar os advogados da sua marca:

#2 – Como identificar seus potenciais Defensores da Marca:

Existem algumas ações e comportamentos que comprovam que um determinado cliente pode ser um advogado do seu negócio.

Vou listar algumas aqui:

  • Consumidores felizes:

Essa é a mais simples de todas.

Converse com as pessoas responsáveis pelo atendimento, customer success e suporte da sua empresa e tente encontrar os clientes mais felizes.

Os clientes que já te deram um bom feedback, avaliação nas redes sociais ou qualquer comentário positivo são potenciais defensores.

  • Clientes indicadores espontâneos:

A indicação boca a boca é sem dúvida a melhor de vender em qualquer formato de negócio.

Um dos motivos que faz as pessoas indicarem é o simples fato de quererem compartilhar algo que acham interessante e eficaz.

Mesmo que você não tenha um programa de indicações estruturado, ainda assim as indicações acontecem, mesmo que em menor proporção.

Aproveite a “boa vontade” destes clientes e potencialize suas vendas através da indicação boca a boca.

  • NPS: Net Promoter Score – quem realmente ama a sua marca?

Não vou entrar em detalhes e explicar exatamente o que é ou como funciona a pesquisa de NPS.

Mas basicamente é a forma mais simples de encontrar os seus clientes mais satisfeitos.

É uma nota de 0 a 10 que seus clientes dão para a sua empresa, baseado no quanto eles te indicariam.

Os clientes que responderem 9 ou 10 são seus promotores.

  • Compartilhadores nas redes sociais

Dê uma olhada no seu relatório de Social Media e encontre os usuários que já compartilham seus conteúdos.

Pessoas que já interagem e gostam do que você posta são grandes potenciais defensores da sua marca.

  • Visitantes e leitores contínuos do seu conteúdo

Aqui no BuzzLead eu costume ver alguns Leads que baixam vários conteúdos.

Até o mesmo conteúdo mais de uma vez.

Veja:

potencial defensor da marca do buzzlead

Esse é um lead real da nossa base de e-mails.

Leads que geralmente interagem muito com seu material são também potenciais advogados do seu negócio, e podem ser alvos na sua estratégia de Marketing de Defensores.

  • Clientes que criticam o seu negócio também podem acabar defendendo sua marca

Isso mesmo que você leu.

Escutar bem as críticas dos consumidores mostra que você dá valor a eles também, e isso é o primeiro passo para encontrar consumidores leais que queiram defender a sua marca no futuro.

Imagine-se após ouvir um feedback negativo, corrigindo o problema e solicitando uma nova avaliação deste cliente.

Ele vai se sentir tão especial, que possivelmente se tornará um defensor da marca.

  • Seus colaboradores também podem ser defensores da marca;

Dê aos seus colaboradores mais oportunidades de se envolverem no crescimento do seu negócio e você verá uma onda de novos defensores da sua marca.

Não deixe de aproveitar esse canal também.

#3 – Formas práticas de transformar seus consumidores em defensores da sua marca;

Existe milhares de formas, essa é a verdade.

No entanto a minha favorita é a mais simples: fornece uma boa experiência e um bom produto.

Se você já entrega valor com seu produto ou serviço está muito acima da média.

O próximo passo é exceder às expectativas dos seus clientes.

Pense bem:

O cenário da economia no Brasil sempre está em turbulência, e a existência de milhares de produtos e serviços ruins e/ou enganosos é uma realidade.

Infelizmente, é claro.

E eu não estou dizendo para você nivelar a sua empresa por baixo. No entanto, a existência de tanto produto e serviço ruim facilita que o seu seja bom e ainda supre às expectativas dos seus clientes.

  • Surpreenda seus clientes com um presente não esperado:

Muitas empresas ficam com medo de fazer isso por acharem que uma nova onda de consumidores apareça requerendo o mesmo presente.

Mas presentes são coisas muito específicas.

Pense comigo:

Um cliente te indicou para 3 amigos e estes compraram de você avisando que foram indicados.

O que te impede de dar um presente para esse indicador? Absolutamente nada.

É exatamente como um programa de indicações boca a boca.

O efeito positivo de enviar um presente para um cliente, seja com o Buzz nas redes sociais e até mais indicações, pode ser muito maior do que uma crise de outros consumidores, por exemplo.

  • Ajude seus consumidores a atingirem seus objetivos

Essa é fácil.

Vou começar explicando com um exemplo: vamos supor que você vende serviços de estética, como design de sobrancelhas.

O seu consumidor compra seu produto com o objetivo de se sentir melhor, mais bonito(a).

O que te impede de oferecer para ele um guia de como combinar a maquiagem com o design para obter ainda mais sucesso com o seu produto?

Quer mais um exemplo?

Pense no cenário de empresas B2B, que vendem para outras empresas.

A Auvo é um exemplo.

A empresa fornece um software para gestão de equipes externas.

Um dos problemas que os clientes deles possuem é a capacidade de precificar melhor os seus serviços.

Adivinha o que a empresa fez?

Como a auvo está ajudando seus clientes a se tornarem defensores da marca

Você pode encontrar esse material no blog da Auvo.

Ajude os seus clientes a atingirem seus objetivos e eles vão te indicar, defender e tudo mais o que você precisar.

  • Compartilhe o sucesso do seu cliente:

Quem nunca viu um Personal Trainer ostentar um “antes e depois” de um aluno? Isso é uma forma de compartilhar as vitórias que seu cliente obteve com seu produto.

Aqui no BuzzLead nós adoramos fazer isso em nosso Instagram:

Como o buzzlead compartilha o sucesso dos clientes defensores da marca

Você pode acessar esse post clicando aqui.

Quando a empresa tem uma cultura e mentalidade de “cliente-primeiro”, tudo é feito e construído pensando no cliente.

Hoje existe um departamento no BuzzLead totalmente focado em ajudar os clientes a conquistarem esse tipo de sucesso, e isso é uma alavanca para nossa estratégia de Marketing de Defensores.

O que você achou deste artigo?

Eu espero que você possa aplicar imediatamente uma estratégia de Marketing de Defensores na sua empresa.

E que isso possa te ajudar a vender cada vez mais utilizando os advogados da sua marca e as indicações boca a boca.

Postagens Recentes

Um evento online e gratuito que vai te ensinar a vender mais por indicação.

Semana das Vendas por Indicação. Aprenda como aumentar suas vendas com um Programa de Indiciação.

X