O Marketing boca a boca ganha das propagandas?

Entenda porque o marketing boca a boca ganha das propagandas tradicionais

Que o marketing boca a boca ganha das propagandas tradicionais, isso já é se sabe.

Porém, poucos profissionais de fato entendem e aplicam as estratégias com as ferramentas certas para conseguir ver o quão poderoso é o boca a boca.

Podemos dizer isso, pois nós somos programados para fazer indicações. 

O hipotálamo, dentre outras coisas, ajuda a regular desejo sexual, sede e fome, comportamento maternal, agressão, prazer e a propensão a indicar! 

Isso porque, ele registra o prazer em fazer esse bem de se recomendar e em ser reconhecido por isso. Essa parte do cérebro também é responsável pela sensação de pertencer a algo que seja maior do que nós mesmos, que por sua vez, é a motivação social para fazermos indicações.

Dentro disso, o marketing boca a boca é a arte de fazer uma comunicação que incentiva as recomendações de um serviço ou produto entre as pessoas. Isso tudo a um custo bem menor, com resultados mais rápidos e alta probabilidade de viralização para a empresa.

92% dos consumidores ao redor do mundo afirmam que confiam totalmente na indicação de um amigo ou familiar, acima de qualquer outra forma de propaganda.

Por isso, tudo mudou, em especial o marketing, não há como negar. Nem mesmo ficar para trás e não se adaptar…

“São tempos sombrios, não há como negar”. Será?!

O jeito de se fazer marketing e os seus princípios mudaram.

Antes tudo era baseado em uma abordagem de uma via única, na qual somente a empresa bombardeava as pessoas com informações, e geralmente com o tom intrusivo.

Hoje isso não funciona mais. Com as plataformas digitais, abriu-se espaço para o público dar um retorno sobre o que eles viam, tanto de volta para a empresa quanto para outras pessoas.

Por isso, as pessoas agora preferem o personalizado, mais humano e conteúdos com os quais elas se identifiquem. 

“Ah, mas está mais difícil ter retorno”. “As mídias estão saturadas”. Será mesmo?!

Philip Kotler faz essa análise em Marketing 4.0, livro no qual afirma:

“Os consumidores atuais tornaram-se altamente dependentes das opiniões dos outros; Em muitos casos, esses pontos de vista chegam até a se sobrepor à preferência das pessoas e às comunicações de marketing.”

Sendo assim, veja nisso uma oportunidade!

No geral, podemos separar o marketing por eras:

  • 1.0: na Revolução Industrial, atendia um mercado consumidor ainda em construção, comunicação básica e informativa

 

  • 2.0: desenvolvimento de mídias como a televisão, mais concorrência e capacidade de escolha do público

 

  • 3.0: no começo dos anos 2000, a compra começou a ser justificada pelo valor agregado, como o custo-benefício e a qualidade da experiência proporcionada 

 

  • 4.0: o cliente fica mais consciente e passa a ter mais facilidade de encontrar informações e pesquisar através das mídias digitais; fora a consolidação das redes sociais como uma forma de marketing de relacionamento e o aumento considerável da concorrência. 

 

E agora notamos e somos mais exigentes. Queremos uma experiência diferenciada com a marca, ao ponto de buscar algo que contribua e enriqueça ainda mais o nosso dia-a-dia e a nossa vida.

Sendo assim, podemos dizer que, o marketing boca a boca ganha das propagandas tradicionais, pois além de atender o novo perfil de consumidor pela proximidade e credibilidade que passa, o cliente ainda consegue se proteger de marcas “ruins” através da indicação de alguém de confiança.

Quem ganha com essas mudanças?!

Os ganhos com o marketing boca a boca, como podemos ver, não são só para a marca, mas também para seus clientes e a sociedade como um todo.

Isso porque, são pessoas já satisfeitas pela experiência que tiveram com a solução da empresa, que por sua vez a recomendam para outras pessoas que também podem precisar da mesma.

É um ciclo de benefícios para todos os envolvidos na indicação.

Mesmo se não houver recompensas (para o embaixador) e incentivos (para o indicado) em troca da indicação, seu cliente embaixador ganha, além da sua solução de qualidade, a satisfação natural da indicação, a autoridade atrelada à sua marca e passa ter a confiança da pessoa indicada. Já esta, encontra de maneira bem fácil uma solução que estava precisando e a possibilidade de indicar também.

Para a empresa, além de um custo muito menor, comparado ao que se gastaria com propagandas tradicionais (banners, panfletos, comerciais e anúncios, por exemplo), é possível gerar um novo canal de vendas recorrente e super otimizado.

Fora isso, o marketing boca a boca ganha das propagandas – e muito – especialmente na área de maior proximidade com seu cliente e melhora na sua experiência. 

“Um cliente que fala sobre sua experiência com você vale dez vezes o que você escreve ou diz sobre você mesmo”, afirma David Greer, autor do livro Wind In Your Sails.

Os principais motivos do porquê o marketing boca a boca ganha das propagandas 

Fuja das propagandas 

Ao invés de investir alto em anúncios nas mídias tradicionais (neste caso são centenas ou milhares), AdWords, Facebook Ads e afins, o Marketing boca a boca faz com que a sua  mensagem se espalhe naturalmente de pessoa a pessoa, de modo a ganhar escala e até viralidade.

Entenda mais sobre isso aqui: O Que É Viralidade E Como Alcançá-La?.

E assim é cliente indicando cliente; pessoas confiando em pessoas e não em marcas.

É muito mais eficiente para qualquer negócio do que mídias tradicionais de alto custo, porque todas as pessoas já amam compartilhar experiências naturalmente.

Por isso, é bem mais barato (ou até de graça podemos dizer) pedir uma indicação do que anunciar na internet, pois é uma mídia espontânea e humana.

Além disso, atinge o seu público de interesse com muito mais força e atrai leads mais qualificados e prontos para comprar de você.

Mas será que as propagandas geram vendas tanto quanto uma estratégia de marketing boca a boca? Eu te garanto que não!

Segundo uma pesquisa divulgada pelo WordStream, a taxa de conversão de anúncios no Facebook é de 1,59%. E de acordo com outra pesquisa, feita pela Search Engine Journal, a taxa de conversão de anúncios do Google AdWords é de 2,4%. E nem precisamos dizer o quão caro é anunciar alguns minutos da TV ou rádio… 

Nada comparado com o que vemos por aqui na BuzzLead, onde é normal empresas atingirem taxas de 20%, por exemplo, apenas incentivando o boca a boca de clientes satisfeitos.

Receba de braços abertos o boca a boca

O Marketing Boca a Boca é uma das maiores fontes de atração de clientes existentes hoje. Afinal:

“Pessoas influenciam pessoas. Nada influencia mais do que a recomendação de alguém de confiança. A confiança na indicação das pessoas é a melhor forma de disseminar uma mensagem. Uma recomendação de confiança é o Santo Graal da publicidade.” já disse o criador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg. 

Tanto é que todos hoje, sejam influencers ou empresas, se importam com a sua imagem e autoridade no mercado, e ficam de olho no que as pessoas estão falando delas. 

É o básico. Entender o que seu público está dizendo e desenvolver um vínculo com eles.

Assim, eles ficam satisfeitos com sua marca. Logo, te indicam e recomendam para todos os seus seguidores e quem mais fizer parte do seu círculo social.

Você não pode parar no tempo. O futuro já começa agora.

Você pode dar o seu primeiro passo e ver como montar o seu próprio programa de indicações no nosso chat ao lado. Durante toda a sua jornada, você terá os melhores Especialistas em Marketing de Indicação do país, dedicados a te conduzir, concedendo todo suporte, para criação dos melhores Programas de Indicação. Te conduzimos do zero ao sucesso, na criação da sua estratégia de indicação.

Basta solicitar contato logo abaixo!

POSTS MAIS LIDOS

Artigos relacionados