Email no Marketing de Indicações: como aproveitar a lista de indicações para vender mais

 em Marketing, Marketing Boca a Boca

Precisamos falar sobre email marketing

Toda empresa que queira crescer precisa de uma estratégia de marketing.

Atualmente existem diferentes canais para promover uma campanha marketing, e um deles é o email.

Email marketing é basicamente enviar um conteúdo diretamente para caixa de entrada do seu cliente, ou potencial cliente, com o objetivo de converter em vendas.

Existem vários tipos de email que você pode mandar: emails promocionais, institucionais, de boas vindas, de conteúdo, etc.

O importante é que essa prática pode fazer maravilhas pela sua empresa, desde aumentar suas vendas, até aumentar o tráfego do seu site.

Mas, para enviar esses emails você precisa ter uma lista de contatos.

Existem várias formas de conseguir esses emails, como por exemplo com cadastro para a newsletter do seu blog, pedindo o email no pós venda, ou então com o programa de indicações.

Para se cadastrar no programa de indicações seu cliente, ou potencial cliente, precisa te fornecer o email dele, e com isso você aumenta sua base de contatos.

E o melhor, você aumenta sua base de emails com contatos extremamente qualificados.  

Caso você ainda esteja se perguntando por que as empresas usam o email marketing, eu tenho um dado bem interessante para mostrar pra você:

A cada U$1 gasto com email marketing você tem um retorno de U$44.

Ou seja, o retorno do email marketing é muito grande, muito maior que a maioria das outras formas de marketing.

Isso acontece porque quando a pessoa te entrega o email dela, ela já demonstrou interesse pelo seu produto ou serviço.

E sendo assim ela está mais receptiva para receber aquele conteúdo.

 

Hoje eu vou falar sobre o básico do email marketing.

Existem várias ferramentas que podem te ajudar a criar e melhorar o desempenho da sua campanha.

Eu vou listar 4 delas aqui e explicar como cada uma pode te ajudar.

Das 4 você precisa ter pelo menos 1 para poder começar.

1 – Mail Chimp

O Mail Chimp é uma ferramenta de automação.

Atualmente é uma das mais conhecidas, e o melhor: é uma ferramenta gratuita!

Nela você pode criar campanhas segmentadas, listas personalizadas e mensurar seus resultados.

Além disso a ferramenta oferece layouts prontos para a criação dos emails.

Tudo o que você precisa fazer é editar com as informações necessárias para sua campanha.

O MailChimp oferece suporte tanto para quem está começando, quanto para que já tem experiência com email marketing.  

A versão grátis permite o envio de até 12 mil mensagens por mês, para 2 mil contatos.

Mas eles também possuem as versões pagas com algumas funcionalidades a mais, como recomendação de produtos no email por exemplo.

Os planos pagos tem preços a partir de 10 dólares por mês.

2 –  RD Station

A RD Station é uma plataforma brasileira.

Ela é bem completa, com opções de automação para várias áreas do marketing, inclusive para o email marketing.

Com ela você pode:

  • enviar emails,
  • criar ações de conversão de leads,
  • mensurar e analisar as ações,
  • integrar com as redes sociais,
  • criar landing pages,
  • acompanhar as leads,
  • qualificar leads,
  • otimizar conteúdos (SEO),
  • receber relatórios detalhados sobre cada ponto da sua estratégia.

Por seu uma ferramenta tão completa não tinha como ser de graça não é mesmo.

A plataforma possui 3 tipos de planos, e você pode escolher de acordo com a sua necessidade.

Essa plataforma é perfeita para quem leva a sério o Inbound Marketing e não quer ficar atrás dos seus concorrentes.

3 – LeadLovers

A LeadLovers é uma ferramenta, também brasileira, criada para te ajudar em todos os aspectos da gestão de leads.

Lead é um potencial consumidor que demonstrou interesse em seu produto ou serviço.

Lembrando que existem várias formas de se conseguir esses leads, e um deles é com o nosso amado programa de indicações.

Com a LeadLover você também pode fazer a construção das suas páginas.

A ferramenta permite que você crie páginas personalizadas, tanto a partir de templates, quanto a partir do zero.

Essa ferramenta também é paga, e tem preços a partir de R$ 154 reais mensais.

4- Optin Monster

Como já dito anteriormente, para fazer uma campanha de email marketing você precisa ter uma lista de contatos.

Porém, não adianta ser uma lista de contatos qualquer, esses contatos precisam ser qualificados.

Eles precisam fazer parte do seu público alvo e estarem interessados em seu conteúdo.

E o Optin Monster é uma das melhores ferramentas para você conseguir isso.

Nele você pode criar formulários personalizados, otimizar a sua captura de emails, criando forms automáticos para quando o usuário realizar ações que indiquem que ele vai sair de uma página por exemplo.

O Optin Monster é uma ferramenta paga, mas tem planos mais básicos a partir de U$ 9 dolares/mês.

Os preços começam em 9 dólares por mês e você tem acesso às ferramentas básicas para criar formulários.

Agora que você já sabe o que usar para criar sua campanha de email marketing você precisa saber o que uma campanha precisa ter para ser eficaz.


Primeiramente você precisa ter uma frequência.

Você precisa tomar cuidado para não incomodar seu cliente e acabar fazendo com que ele peça para sair da sua lista de contatos, ou pior, te marque como spam.

Lembre-se você está ali como um amigo que quer contar apenas coisas importantes e de extremo interesse dele.

Não ter um planejamento e uma estratégia pronta pode destruir sua campanha de email.

Então planeje sua estratégia.

Depois de definir sua frequência você precisa saber os tipos de de email que você vai mandar.

Quantos serão promocionais, quantos serão de conteúdo informativo, etc.

Sendo assim, defina seus objetivos, crie listas de emails segmentadas para cada objetivo ou assunto e crie conteúdos interessantes para cada uma dessas diferentes listas.

E aproveite as facilidades que suas ferramentas te dão para criar uma boa experiência para seu cliente via email.

Preste atenção no assunto do email.

O assunto do email é a primeira coisa que seu cliente vai ver.

Por isso entenda qual tipo de assunto atrai mais a atenção dele.

Para descobrir isso, não existe muito segredo, é meio na tentativa e erro.

Faça vários testes A/B, experimente novos tipos, até você encontrar o modelo de assunto ideal para seu cliente.

Mas, seja sempre claro.

Sua lista de emails precisa saber sobre o que o email se trata antes de abrir, e não pode se sentir enganado caso o assunto não bata com o conteúdo do email.

Preste atenção no botão de ação.

Outro ponto importantíssimo é o botão de ação.

As pessoas raramente lêem o todo o texto do email.

Quando elas se interessam pelo assunto e abrem o email elas já vão logo para o botão grande e colorido: o botão de ação.

Portanto tenha textos claros e chamativos.

Uma boa dica é usar palavras que conversem diretamente com o cliente como “você”, “seu” ou “eu”.

Mas outra prática importante aqui é testar.

Teste os melhores botões de ação para seu público.

 

Espero que essas dicas te ajudam aproveitar melhor sua lista de contatos.

Se tiver alguma dúvida deixe aqui nos comentários que eu vou adorar te responder.

Postagens Recentes

BLACK WEEK BUZZLEAD

Tudo o que você queria,
SÓ QUE MELHOR!
Escolha o Plano que você quer que te damos o Upgrade dele + 1ª Mensalidade Gratuitaaa! Vem!

BLACK WEEK BUZZLEAD: Upgrade de Plano + 1ª Mensalidade Gratuita? O que você queria, só que melhor!

X