fbpx

Como definir um benefício eficaz para o seu programa de indicações

 em Programas de Indicação

Depois de definir qual objetivo você quer alcançar com o seu programa de indicações e identificar quais são os clientes potenciais que podem ajudar sua empresa, é hora de definir qual benefício você vai oferecer. Esse tipo de estratégia potencializa o desejo das pessoas de compartilhar suas experiências positivas com a sua empresa e depois serem recompensadas por isso. Mas claro, o tipo de benefício que você vai oferecer pode ser um diferencial no momento em que seus clientes se deparam com o seu programa de indicações.

Quais os tipos de benefícios posso oferecer na minha empresa?

Podemos separar os tipos de benefícios em três:

  • Sem benefício

Neste caso, você apenas permite que seus clientes compartilhem experiências positivas da sua empresa, sem recompensa ou oferta. Mesmo não oferecendo benefícios, é uma estratégia de marketing que pode funcionar. Deste modo, você gerencia como seus clientes que promovem sua empresa se relacionam e engajam com sua marca.

Muitas pessoas que adoram sua empresa e tiveram boas experiências de compra podem indicá-la sem necessitar de incentivo algum, mas é claro, não é uma tarefa fácil de executar. Essa técnica é interessante quando a empresa oferece um produto ou serviço muito bom ou que é sonho de consumo das pessoas

  • Benefício único

Desse modo, você incentiva apenas uma pessoa, o cliente ou o amigo indicado. É uma boa estratégia, visto que tem um menor custo, já que você só gasta com uma das partes, mas por outro lado, isso pode pesar negativamente para a outra parte interessada. O incentivo único pode ser uma alternativa interessante, dependendo do nível de satisfação do seu negócio ou poder que ele possui sobre o mercado.

  • Benefício duplo

O benefício duplo é a forma ideal de estruturar sua campanha de indicação, pois oferece uma recompensa para o cliente e uma oferta para o amigo que recebe a indicação. Assim, todos saem ganhando. Essa alternativa diminui a resistência daquelas pessoas que ficam desconfiadas quando apenas o outro lado vai ser recompensado. Além disso, ela motiva ainda mais seus clientes a indicarem sua marca e os amigos de comprarem na sua empresa.

Empresas como o Uber, Evernote, Airbnb, Amazon e outras se destacam bastante no mercado devido ao incentivo duplo.

Como definir a recompensa?

Oferecer recompensas nas quais seus consumidores possam utilizar o benefício na sua própria empresa é excelente para todos. Sua empresa precisa manter o dinheiro circulando, quer que seu programa de indicação gere novas vendas com novos consumidores e também com os clientes da base, certo? As recompensas através de descontos, seja em percentual ou valor fixo, são uma boa forma de beneficiar o consumidor, mas uma ótima sugestão é apostar nas campanhas com créditos cumulativos na sua loja. Com isso, seu cliente pode indicar vários amigos e resgatar um valor mais representativo conforme gerar um maior número de vendas para você.

É importante avaliar o seu público para definir qual será o tipo de compensa ideal do seu programa de indicações. Pense em um benefício em que todos saem ganhando!

E a meta de custo?

Antes de tudo, você precisa saber quanto você pode gastar no seu programa de indicações e qual o seu gasto para gerar uma nova venda. É necessário saber qual é o custo de aquisição de clientes e qual o lifetime value dos seus clientes. Ou seja, saiba qual é o seu custo atual para atrair um cliente e quanto este consumidor gera para você enquanto se relacionada com a sua empresa. Após saber todos estes dados, você pode definir um valor máximo para oferecer ao seu cliente e para a pessoa indicada.

Agora que você já sabe o que precisa para elaborar bons incentivos em seu programa de indicações, compartilhe este post e faça com que mais pessoas possam aproveitar este conteúdo.

Sua empresa já utiliza um programa de indicações? Quais incentivos utiliza? Conta pra gente nos comentários.

 

Compartilhar
Postagens Recentes